Uma visita à Feira da Bagageira

Uma visita à Feira da Bagageira

Domingo. Outono.
Apetece passear e sentir a cidade.

Os restaurantes estão cheios daqueles que procuram ingredientes frescos. O mar por perto aguça o apetite pelo peixe assado nas brasas. As gaivotas enchem o céu de manchas volantes e dão-lhe voz de natureza. As ruas apelam a passos reservados.

O cenário é perfeito para andar pela avenida.

O Largo José Afonso surge animado. É dia de feira. Cenário de conversas entre os vendedores e aqueles que, curiosos, perguntam pelos produtos ou outros que, já convencidos, os compram. A Feira da Bagageira de Setúbal ocorre aos domingos uma vez por mês e é uma excelente forma de escoar produtos que já não se quer bem como memórias que se trazem guardadas.

“A minha avó tinha destes pratos na cristaleira!”
“Sentei-me numa secretária destas no meu tempo de escola!”
“Bebi tantas vezes este refrigerante!”
“Lembro-me de comprar azeite com estes medidores”
“Aprendi a andar de bicicleta numa igual a esta”

São tantas as recordações que ouvimos nestes locais, partilhadas através de palavras soltas que nos chegam em doses suaves de nostalgia, que nos achamos capazes de escrever sobre elas. Porque este tipo de mercados humaniza as cidades e aproxima as pessoas das suas raízes devolvendo-lhes as suas histórias. O envolvimento entre o público e os diversos artigos espalhados por bancas, bagageiras, mantas alentejanas e outras superfícies, torna esta visita digna de uma agenda de fim-de-semana.

Este mercado de artigos em segunda mão já tem um público fidelizado. Por saudosismo ou para responder à moda decorativa vintage, a verdade é que portugueses e estrangeiros enchem o largo à procura daquela peça que faça a diferença. Em Setúbal, este não é único mercado do género, a Feira de Antiguidades e Velharias que ocorre aos 1º e 3º sábados de cada mês, e que ocupa o lado nascente da Avenida Luisa Todi, merece também uma visita prolongada e falarei, com certeza, nela em um outro artigo deste blogue.

Por agora, fica a sugestão de uma visita a esta feira ancorada pelas imagens que captei. Nestes locais, onde o lado afectivo impera, gosto muito de assumir o papel de observadora mas confesso que sou incapaz de permanecer nessa só função. É por isso que na minha casa abundam as histórias contadas por objectos repletos de histórias de outros

Coordenadas para conhecer a Feira da Bagageira em Setúbal:
Local : Largo José Afonso à Av Luísa Todi
Data: Um Domingo por mês (a anunciar em https://www.facebook.com/feiradabagageira/) das 10:00h às 17:00h

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: